Total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de março de 2015

Outros complementos em uma Mandala Pessoal

Recordando, nos últimos artigos eu falei sobre como escolher as bases numéricas, as cores, as formas e as pedras nas Mandalas pessoais. Hoje vou abordar um tema bem específico que diz respeito aos “fios” colocados como contornos nas minhas Mandalas. No meu ponto de vista eles são um complemento estético no conjunto final da Mandala. Porém depois de muito me utilizar deles acabei descobrindo um bom sentido energético para eles. Eu mesma é que componho cada fio que uso na elaboração de uma Mandala Pessoal e faço este processo em silencioso respeito e entoando Mantras variados, conforme inspiração do momento ou Hoponopono. E assim a cada pedra colocada no fio vai também a energia deste Mantra. Sobre o material usado na confecção destes fios, a princípio eu sempre trabalhava com material de armarinhos, miçangas ou vidrilhos. Até que uma dia uma amiga me chamou a atenção para o brilho dos Cristais Swarovski. Fiquei apaixonada. O brilho deles é inconfundível e conferem uma leveza ímpar ao trabalho final. Desde então passei a usá-los em meus trabalhos. Devo dizer que são economicamente falando muito mais caros, porém sua beleza é ímpar. Também podem ser usadas as miçangas de vidro que tem um brilho especial. Na composição dos fios, gosto de trabalhar com a Numerologia do Nome da Pessoa, e assim vou colocando tantas miçangas que indicam número de poder, mais tantas outras de outra cor que indicam o número da alma, volto para a anterior e assim vou até completar o diâmetro em cm x 3, 12 que me dá o perímetro da circunferência que quero cobrir. Este é um trabalho que exige muita paciência, concentração e sobretudo silêncio. A não ser que a pessoa tenha uma excelente capacidade de concentração não existe a menor possibilidade de elaborar e fazer Mandalas em um ambiente com muito falatório. O mesmo processo de ir entoando Mantras eu também utilizo quando trabalho no acabamento com pontilhismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário