Total de visualizações de página

quarta-feira, 13 de abril de 2011

O que é uma mandala? I

Pesquiso e estudo Mandalas faz oito anos. Pretendo publicar aqui uma série de textos que expliquem o que são mandalas e porque elas estão presentes no decorrer de toda a história humana, desde os tempo mais primitivos até os dias atuais.

Todas as vezes que se quer falar sobre mandalas é impossível não começar por sua definição mais antiga, aquela que vem dos hindús que significa círculo. Quando vemos uma mandala podemos identificar uma desenho circular com formas variadas. Em seu centro podemos observar um ponto do qual tudo parece se originar. Desse modo a forma circular é regra e portanto, o ponto central é um elemento sempre presente. Os desenhos ao redor desse ponto central em geral exibem uma repetição ou simetria. "As mandalas nos fazem pensar no disco solar ou lunar (lua cheia), nas fatias de uma fruta, em um povo primitivo reunido ao redor de uma fogueira"(Celina Fioravante). O ponto central de uma mandala, que representa a essência, é que atrai nosso olhar e a forma circular gerada por ele fecha, delimita o espaço criando uma parte interior e uma parte exterior. Mircea Eliade nos dirá que o espaço interior de uma mandala corresponde ao sagrado e o espaço exterior ao profano. Ainda de acordo com esse autor, o ponto central de uma mandala representa uma existência superior, a fonte de toda a criação, Deus. O desenho de uma mandala tem na maioria das vezes uma estrutura geométrica, que divide o espaço em porções simétricas e por isso a numerologia e a geometria são analisadasem uma mandalade acordo com suas simbologias. Desde Pitágoras, a emanação das figuras geométricas e do número de divisões no espaço é uma realidade e esses fatores determinam a chamada "vibração da mandala". Esta emanação vibracional tem muito a ver com as cores e elementos usados neste espaço. Podemos resumir dizendo que uma mandala é um campo de força, no qual as emanções das formas, da estrutura numérica, das cores e dos elementos presentes constituem poderes vibracionais verdadeiros e atuantes sobre o observador e espaço onde ela está colocada.

3 comentários:

  1. legal mãe...acho que você finalmente aprendeu a usar o computador hehe

    ResponderExcluir
  2. Olá Marina,
    Como você sou uma apaixonada por mandalas há 3 anos e começei a me interessar por elas em um curso de cromoterapia. A mandala, a cromoterapia e a numerologia fazem parte do meu trabalho, mas ainda tenho muito que aprender, pois quero estudar as formas. Você é daqui de São Paulo? Fiz curso com a Renata França, mas quero saber mais e cada dia mais..
    Estou buscando um curso que trabalhe as formas, você conhece algum para me indicar ou dá algum curso? Aguardo seu contato ok? bjs Solange

    ResponderExcluir